Acessibilidade 5 Alto contraste 6

  • ---
  • Máx: ?
  • Min: ?

  • ---
  • Máx: ?
  • Min: ?

Notícias

ARRECADAÇÃO TRIBUTÁRIA MUNICIPAL

Administração Municipal - Publicado em 19/11/2020 às 15:05 - Atualizado em 19/11/2020 às 15:05

A arrecadação tributária do município de Arvoredo é composta por dois subgrupos principais, sendo eles: receita tributária ou arrecadação tributaria própria, que decorre dos tributos de competência municipal; e as receitas de transferências, divididas entre transferências da União e do Estado, que decorre da repartição da receita tributaria auferida por estes entes, e as transferências correntes que decorrem de fontes diversas.

O município de Arvoredo possui instituídos todos os impostos de sua competência: Imposto sobre Serviços (ISS, Imposto sobre a Transmissão Onerosa de Bens entre Vivos (ITBI), e Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial (IPTU).

A arrecadação tributária própria auferida no Município de Arvoredo, no último relatório produzido, correspondeu a 857.168,11 o que representou 5,31% da arrecadação total.

Por sua vez, as receitas de transferências atingiram, em 2014, 13.476.880,96, e, em 2018, 15.292.920,70, o que resulta num crescimento de 13,48%.

No período de 05 anos(2014 a 2018), o Município de Arvoredo teve receita total de 72.214.967,36, equivalente a uma receita de 31.868,92 por habitante.

Desse total 2.673.043,08 resultam de esforço Municipal de arrecadação, ou seja, o Município de Arvoredo recolheu de seus habitantes 1.179,63 per capita. O remanescente 69.541.924,28 (ou 30.689,29 per capita), resultou de transferências constitucionais e de capital.

No ano de 2018, O Município de Arvoredo esteve na posição de nº 235, na avaliação do total do Estado, com um montante de 16.150.088,81, que representam 7.127,14 por habitante (posição nº 14 na média per capita).

Desse valor, 5,31 (857.168,11), é fruto de arrecadação tributaria própria, atingindo uma média de 378,27 por habitante (posição nº 119), e 94,69% (15.292.920,70) decorre de receita de transferências, o equivalente a 6.748,86 per capita (posição nº 12).

Verificando as receitas tributarias próprias arrecadadas, as mesmas representaram, em 2014, o montante de 268.105,69. Já em 2018, estas receitas atingiram um patamar de 857.168,11, o qual representou um crescimento de 219,71%. 

Os dados acimas já descritos demonstram a evolução na arrecadação própria municipal, fruto de uma boa gestão tributária, a partir do planejamento de arrecadação, compreendido desde a instituição dos tributos, na sua fiscalização ou mesmo na efetivação da arrecadação.

 


Galeria

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar