SEMANA DA CONSCIENTIZAÇÃO E COMBATE AO FEMINICÍDIO E VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

 

O termo “Violência contra a mulher” resume diversos tipos de violência que acontecem sistematicamente no Brasil e no mundo por questões de gênero. Ou seja, mulheres agredidas porque são mulheres.

Essas agressões não se limitam apenas ao ato físico, mas a atos lesivos que resultem em danos psicológicos, emocionais, patrimoniais, financeiros, entre outros.

Em tempos de pandemia e isolamento social, onde as mulheres ficam mais tempo em casa, na companhia de parceiros, tutores e familiares, o número de casos e denúncias sobre violências aumentou significativamente: registros de feminicídio cresceram 22,2% e os chamados para o 180, Central Nacional de Atendimento à Mulher, aumentaram em 34% se comparado com o mesmo período do ano passado, de acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Diante dessa realidade o CRAS vem desenvolvendo ações de conscientização através da reprodução de informações.

Durante a semana foi realizado debate junto aos alunos do ensino médio sobre o tema. Os mesmos produziram cartazes que estão expostos em locais públicos e comércio local.

Ainda, o CRAS trabalha junto ao público o tema para conscientizar e combater a violência contra a mulher.

Não se omita. Não se Cale. Denuncie 180